Anatel terá app para comparação de pacotes de operadoras

  • 05-10-2015

 

Aplicativo custará R$ 350 mil e deve ficar pronto no início de 2016
BRASÍLIA - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai criar um aplicativo para smartphones em que os consumidores poderão comparar ofertas de serviços das operadoras e encontrar a mais adequada ao seu perfil. Um despacho da Secretaria Nacional do Consumidor publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira incluiu o projeto no rol daqueles financiados pelo Fundo de Defesa de Direitos Difusos, que arrecada multas das empresas quando não é possível encontrar o usuário prejudicado.
Segundo a Anatel, o aplicativo vai custar cerca de R$ 350 mil para ser desenvolvido e deverá estar pronto no início do próximo ano. Por ele, o consumidor poderá incluir aquilo que deseja adquirir de pacote de celular, internet, TV e telefone fixo e o "Comparador de Consumo Consciente de Telecomunicações" apresentará a melhor oferta disponível na sua região, entre empresas com mais de 50 mil usuários.
Segundo João Batista Rezende, presidente da Anatel, o aplicativo está em linha com a iniciativa da agência de fortalecer a posição do consumidor em relação às grandes empresas, ao tornar disponível a eles as informações necessárias para comparar ou mudar de planos.
— Nossa estratégia para estimular a competição no setor é dar mais informações ao usuário — disse Rezende ao GLOBO.
A comparação ficou possível depois que, nos últimos meses, a Anatel passou a exigir que as operadoras informassem em seus sites um arquivo com todos os pacotes de ofertas disponíveis. O que a agência vai fazer será cruzar as informações entre as diferentes empresas e filtrá-las para a região onde o usuário acessará o aplicativo.
Segundo Carlos Manuel Baigorri, superintendente de competição da Anatel, o aplicativo poderá oferecer, além de preços, informações sobre a qualidade dos serviços e indicadores de reclamações das empresas em órgãos de defesa do consumidor, para que o usuário possa comparar não apenas preços, mas outros fatores que possam interferir na sua decisão de compra.
Fonte: O Globo 

Aplicativo custará R$ 350 mil e deve ficar pronto no início de 2016


BRASÍLIA - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai criar um aplicativo para smartphones em que os consumidores poderão comparar ofertas de serviços das operadoras e encontrar a mais adequada ao seu perfil. Um despacho da Secretaria Nacional do Consumidor publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira incluiu o projeto no rol daqueles financiados pelo Fundo de Defesa de Direitos Difusos, que arrecada multas das empresas quando não é possível encontrar o usuário prejudicado.


Segundo a Anatel, o aplicativo vai custar cerca de R$ 350 mil para ser desenvolvido e deverá estar pronto no início do próximo ano. Por ele, o consumidor poderá incluir aquilo que deseja adquirir de pacote de celular, internet, TV e telefone fixo e o "Comparador de Consumo Consciente de Telecomunicações" apresentará a melhor oferta disponível na sua região, entre empresas com mais de 50 mil usuários.


Segundo João Batista Rezende, presidente da Anatel, o aplicativo está em linha com a iniciativa da agência de fortalecer a posição do consumidor em relação às grandes empresas, ao tornar disponível a eles as informações necessárias para comparar ou mudar de planos.


— Nossa estratégia para estimular a competição no setor é dar mais informações ao usuário — disse Rezende ao GLOBO.


A comparação ficou possível depois que, nos últimos meses, a Anatel passou a exigir que as operadoras informassem em seus sites um arquivo com todos os pacotes de ofertas disponíveis. O que a agência vai fazer será cruzar as informações entre as diferentes empresas e filtrá-las para a região onde o usuário acessará o aplicativo.


Segundo Carlos Manuel Baigorri, superintendente de competição da Anatel, o aplicativo poderá oferecer, além de preços, informações sobre a qualidade dos serviços e indicadores de reclamações das empresas em órgãos de defesa do consumidor, para que o usuário possa comparar não apenas preços, mas outros fatores que possam interferir na sua decisão de compra.


Fonte: O Globo 


Comentários (0)

Deixe seu Comentário nesta Página (mostrarocultar)
* Seu Nome:
* Seu Email:
(não será divulgado publicamente)
Resposta:
Aprovação:
Seu Website:
* Cód. de Segurança:
Security Image Gerar novo
Copie os números e letras da imagem de segurança acima:
* Sua Mensagem:

Enviar a um Amigo

Preencha o formulário abaixo para encaminhar este notícia para um amigo:

Enviar a um Amigo
* Seu Nome:
* Seu Email:
* Nome do Amigo:
* Email do Amigo:
* Imagem de Segurança:
Security Image Gerar novo código
Copie abaixo os números e letras da imagem de segurança
* Mensagem: